Friso

Anatomia de uma combinação


A força da verdade não provém tanto de si mesma mas sim do contraste que oferece frente ao que só aparentemente é verdadeiro.

Assim falou Emanuel Lasker, campeão mundial durante 27 anos, numa conferência proferida em Londres em 1895, onde continuou: “isto é particularmente certo no xadrez, onde frequentemente ocorre que as jogadas mais profundas não são precisamente aquelas que mais estimulam a nossa imaginação.”



Um dos mais fortes torneios de xadrez de 2005 realizou-se em Dortmund, na Alemanha. O inesperado vencedor foi Naiditsch, um alemão nascido na Letónia.

É dele a partida cujo momento culminante vamos analisar:

Xadrez


Jogam as brancas. Qual terá sido a jogada do vencedor?



Mas antes de procurarmos uma resposta vamos passar em revista alguns temas. Todos nós conhecemos o mate do corredor:

Xadrez


Caso sejam as brancas a jogar, joga-se 1.Tb8+ e mate na próxima.



Uma variante um pouco mais complexa do mesmo tema é a seguinte:

Xadrez


Neste caso, depois de 1.Tb8+, Bf8 segue-se 2.Bh6 e o mate não tem defesa (a ideia é 3.Txf8++).



Por fim, um tema tático também muito frequente é o da peça sobrecarregada:

Xadrez


Após 1.Dd7!! a dama preta fica sobrecarregada. As pretas encontram-se indefesas não só perante a ameaça à torre e à dama mas também face a outra ameaça: a da entrada de uma peça pesada branca em c8 ou f8, com mate. Note-se que a dama das pretas não consegue acorrer a tudo: se 1. ...Dxd7 ou 1. ... De6 segue-se 2.Tf8++; 1. ...Dc5 abandona a última fila à dama branca e, caso as pretas procurem defender a dama com 1. ...Te6, segue-se 2.Dxe6! (sacrifício de desvio) e as pretas ou perdem a torre ou permitem o mate na oitava fila.



Passemos então à partida:

Arkadij Naiditsch - Peter Leko
Dortmund, 10/7/2005
1.e4 c5 2.Cf3 Cc6 3.Bb5 g6 4.0-0 Bg7 5.c3 Cf6 6.e5 Cd5 7.d4 cxd4 8.cxd4 0-0 9.Cc3 Cxc3 10.bxc3 d6 11.Te1 Dc7 12.exd6 exd6 13.Bf4 Bf5 14.Da4 Tfd8 15.Da3 a6 16.Bf1 Tac8 17.Cd2 Ca7 18.Tac1 Cb5 19.Db3 Ca7 20.Ce4 Bxe4 21.Txe4 Te8 22.Txe8+ Txe8 23.Tb1 Te7 24.h4 Cc6 25.Dd5 Td7

É aqui que a minha incursão pelos vários temas vem a propósito: caso o peão preto situado em b7 não existisse, as brancas podiam tranquilamente capturar o cavalo em c6 jogando 1.Dxc6! (sacrifício de desvio, uma vez que a dama das pretas está sobrecarregada), já que caso as pretas aceitassem o sacrifício da dama branca e jogassem 1. ... Dxc6, então o tema do mate do corredor surgiria sobre o tabuleiro: 2.Tb8+ seguido de 3.Bh6, com mate imparável!

Uma vez chegados aqui o lance ganhador já não parece tão surpreendente, uma vez que se compreende claramente o raciocínio do jogador que conduz as peças brancas.

Deixo novamente o diagrama:

Xadrez


26.Bxa6!!

Ganhando um peão, e com isso o jogo. O resto é uma questão de técnica, onde as pretas apenas oferecem uma resistência de princípio:

26.... Ca5 27.Bf1 Bf8 28.g3 Td8 29.c4 Cc6 30.h5 Bg7 31.Be3 Ta8 32.h6 Bf8 33.Db5 Ce7 34.Bd3 Ta3 35.Tb3 Txa2 36.Dxb7 Ta1+ 37.Rg2 Da5 38.Db4 Dh5 39.Tb1 Txb1 40.Bxb1 d5 41.c5 Bxh6 42.Bxh6 Dxh6 43.Db8+ Df8 44.Dd6 De8 45.Ba2 Cc6 46.Bxd5 Cxd4 47.Bxf7+ Rxf7 48.Dxd4 Dc6+ 49.f3 Re6 50.g4 Da6 51.De4+ Rf6 52.c6 Da2+ 53.Rg3 Da7 54.g5+ Rf7 55.Dd5+ Re7 56.De5+ Rf7 57.Df6+ Rg8 58.De6+ Rf8 59.Dc8+ 1-0